InícioAjudaPesquisaCalendárioEntrarRegiste-se

Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?
Julho 31, 2014, 06:20:12

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Pesquisa

FÓRUM ECO-GAIA
Um Projecto ECO-GAIA: www.eco-gaia.net ... Powered by: PTWS - ptwebserv.com

News
...::: AVISO LEGAL :::...

- As mensagens, artigos e atitudes dos utilizadores expressam apenas o ponto de vista do seu autor e não do projecto FÓRUM ECO-GAIA, da sua equipa de gestão, das associações/projectos ou dos restantes utilizadores.

- O Projecto FÓRUM ECO-GAIA e a sua equipa de gestão não garantem a veracidade das mensagens e não se responsabilizam pelo conteúdo das mesmas. O conteúdo de cada mensagem é da total responsabilidade do seu autor.

Stats
2.239 Mensagens em 1.057 Tópicos por 1.501 Membros
Membro Mais Recente: Raku
+  FÓRUM ECO-GAIA - Por um Mundo Melhor
|-+  ..:: INFONATURE.ORG ::..
| |-+  - AMBIENTE
| | |-+  Notícias, Artigos e Estudos Científicos
| | | |-+  Árvores que dão muito dinheiro - Reflorestar para ganhar
0 Membros e 5 Visitantes estão a ver este tópico. « anterior seguinte »
Páginas: [1] Imprimir
Tópico: Árvores que dão muito dinheiro - Reflorestar para ganhar  (Lida 10940 vezes)
Namaste
Moderador Global
Membro Veterano
*****

KARMA: 3
Offline Offline

Mensagens: 811



WWW
« em: Janeiro 25, 2008, 02:44:26 »



Árvores que dão muito dinheiro - Reflorestar para ganhar


Em vez de ficarem sentados no sofá a verificar as mais-valias conseguidas com as suas poupanças, os investidores podem optar por um saudável passeio no bosque para ver o seu dinheiro a "crescer" verdejante, sob a forma de árvore.Uma empresa espanhola, com uma filial em Portugal, onde conta plantar as primeiras árvores a partir de Abril, propõe esta nova forma de investimento - em árvores -, prevendo uma rentabilidade de 11% num cenário conservador e um mínimo de 9% ao ano, se a opção forem as árvores que produzem madeira nobre de primeira.

A percentagem de lucro pode, numa perspectiva maximalista, chegar aos 13% se a opção forem tílias, sorveiras ou cerejeiras. Além do lucro que proporcionam, as árvores consomem dióxido de carbono, diminuindo o efeito de estufa, combatem a desertificação e produzem madeiras de alta qualidade, ajudando a preservar as florestas virgens tropicais.

Ao todo, a empresa Madeiras Nobres, através da sua Fundação Mais Árvores, propõe-se plantar nos próximos quatro anos em Portugal e Espanha 100 milhões de árvores, entre nogueiras e castanheiros (as que funcionam como investimento rentável) e espécies do bosque mediterrânico.

Na prática, o investimento concretiza-se através da compra de lotes de dez nogueiras, que custam cada um 3700 euros. A empresa disponibiliza o terreno para as plantar e compromete-se a cuidar delas durante o seu ciclo de 20 anos de vida, regando-as, podando-as e zelando pelo seu bom estado sanitário.

O investidor não paga mais nada além da verba inicial. Durante a vida da árvore, os ramos resultantes das podas - que é feita quatro vezes por ano, para conseguir que o tronco principal ganhe a maior dimensão possível -, assim como as nozes, ficam para a empresa que as planta.

Investir a longo prazo

Durante os 20 anos de vida de cada exemplar, cálculos realizados asseguram que cada um absorve uma tonelada de dióxido de carbono.

Quando uma nogueira é abatida e vendida, 90% da venda da madeira vai para o investidor, 10% para empresa, que garante por cada árvore entre um e 1,5 metros cúbicos de madeira nobre, entre tronco principal, ramos grossos e raiz.

Embora não avance com o valor por metro cúbico pago por esta espécie de madeira, produzida na Península Ibérica, onde apenas existem árvores destas dispersas, o preço será sempre superior aos 2500 euros que custa actualmente o metro cúbico de nogueira americana, garante Miguel Barros, responsável comercial português da empresa.

Mas, além das nogueiras, há ainda lotes que incluem várias árvores, como o que comporta três cerejeiras, três tílias e quatro sorveiras, o qual ao fim de 22 anos trará uma rentabilidade próxima dos 13% ao ano, se a madeira for da melhor qualidade. O investimento inicial é de 3300 euros. Existe ainda lote constituído por cinco castanheiros e dois exemplares de outras espécies custa 1700 euros, tem uma vida de 25 anos e rende 9% ao ano, no caso de a madeira ser de primeira qualidade.

Em números absolutos, quem investir 3700 euros em nogueiras recebe 40 200 euros ao fim de 20 anos; se optar pelo lote das tílias, cerejeiras e sorveiras arrecada 48 mil euros 22 anos depois de ter pago 3300 euros; e se escolher os castanheiros para investir auferirá 14 800 euros, 25 anos depois de ter investido 1700 euros.

MÁRIO CRUZ/lusa - do JN
*com lusa
Registado

The Animal Holocaust: www.petatv.com
Páginas: [1] Imprimir 
« anterior seguinte »
Link para o calendário
Ir para:  

Powered by SMF 1.1.18 | SMF © 2006-2009, Simple Machines